quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Saudade

Saudade, é a única palavra que define o que sinto hoje. Saudade, saudade, saudade dos que deixei quando vim para este lugar. Saudade da minha família. Foi muito inesperado, nem pude me despedir deles. O acidente, simplesmente aconteceu sem que eu tivessechance de fazer algo para evitar. Perdi minha vida de graça. Tudo por conta da bebedeira. Todos haviam bebido muito, menos eu. Se eu soubesse dirigir, talvez pudesse ter evitado tudo isso, todo esse sofrimento que tomou conta de minha família e dos meus amigos. Aliás, ainda não os encontrei por aqui, não sei onde estão.
Já posso estudar e aprender aqui. Toda a revolta com a qual cheguei, já foi melhorando, agora já pude vir me comunicar e dizer para os meus pais que eu não bebi, na verdade eu nunca bebi nada que continha álcool em toda a minha breve passagem por aí.
Digam isso a eles, por favor, para que se conformem, mais digam, também, que todos temos nossa hora de vir para esse lado.
Já estou bem. Acalmem minha mãe, porque com sua angústia e culpa de me ter deixado sair, não consigo crescer aqui onde estou, nestes campos verdes e cheios de flores amarelinhas como o sol.
Mãe, eu estou bem. Só peço que reze por mim, para a minha evolução.
Beijos,

Yasmin

Nenhum comentário:

Postar um comentário