domingo, 18 de dezembro de 2011

Mensagem recebida em 17 de dezembro de 2011

Irmãos queridos,

Não inquietais vossas almas nas durezas da vida. Deus nos ouve a mais íntima aflição e nos ampara com sua paciência infinita. Deus nos deita em seu colo nas noites tempestuosas em que nos sentimos perdidos e abandonados, nos alimenta a alma e consola quando nos bate a porta a perda de um ente querido, nos alivia as dores do corpo e da alma, com seu bálsamo de amor e alegria, pois, Deus enxerga em todos nós um potencial de energia infinita que no decorrer dos séculos se preenche a cada dia, numa constante busca de renovação e espiritualização.

Por isso, irmãos queridos, aquietai vossas almas e tende fé. Também trabalha na melhora íntima, estuda o evangelho de Jesus que liberta. Aprende com a doutrina espírita que esclarece e liberta. Só não fiques, irmãos, parados no soluço e no choro, és uma fortaleza de recursos e não serão teus erros o teu libertador finito. São irmãos que em busca de entender o melhor se fizeram equivocados em sua vida. 

Varre a tristeza e as derrotas. Reestuda tua caminhada na Terra, redireciona teu caminho mais uma vez. toda hora é hora e a mudança é lei de Deus. Tudo passa, tudo se transforma.
Lamente menos, seja mais.
Critique pouco, construa sempre.
Odeie menos, ame incondicionalmente.
A tua felicidade, irmão querido, é o sujeito que tu conjugas em nós. Teu próximo é a raiz do teu bem a se desenvolver na árvore maior da vida que é o universo de Deus.
Ser feliz, só depende de ti.

Guilherme



Nenhum comentário:

Postar um comentário